PF garante que provas do Enade não vazaram na Paraíba

Autoridades federais no Estado fizeram perícia nas provas depois de denúncia de extravio do exame

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

05 Novembro 2009 | 16h44

A Polícia Federal na Paraíba descartou nesta quinta-feira, 5, a possibilidade de vazamento das provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Segundo nota da PF, as provas não teriam sido violadas, já que a caixa contendo as provas lacradas teria sido aberta durante uma fiscalização de rotina do Fisco Estadual.

 

Ministério Público não vê motivos para cancelar Enade

 

Para esclarecer o fato, "os Correios enviaram a caixa contendo as provas dentro de um malote postal, devidamente lacrado com selo daquela empresa pública, à PF em Campina Grande que instaurou, de plano, um inquérito policial, ouvindo de imediato os funcionários dos Correios e do Fisco Estadual que teriam manuseado o material".

 

Nesta manhã, o material foi analisado por dois peritos criminais federais e constatou-se, sem qualquer dúvida, que "não houve violação do sigilo da prova do Enade. Sequer houve abertura da primeira embalagem (saco plástico lacrado com selo da empresa responsável pelo concurso) que acondiciona os diversos envelopes plásticos que contêm as provas". O material periciado será restituído aos Correios ainda nesta quinta.

 

O exame pericial foi realizado na presença de um membro do Ministério Público Federal, de representantes dos Correios e da empresa encarregada do concurso, além de outros servidores da PF.

 

Denúncia

 

A denúncia partiu de uma advogado e professor universitário de Campina Grande que teria escutado uma outra pessoa recebendo um telefonema informando que as provas haviam sido extraviadas na quarta-feira, 4.

Mais conteúdo sobre:
enademec

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.