Pelo segundo ano, nota do Enem de estudantes tem problemas

Ano passado, os relatos eram parecidos: falta de nota, ausências, eliminação, redações com notas baixas

14 Janeiro 2011 | 18h39

Todos os problemas apontados por estudantes que fizeram o Enem 2010 são repetidos. No ano passado, diversos candidatos tiveram um traço no lugar da nota de redação e de linguagens e códigos, realizada no segundo dia.

 

Tiago Queiroz Amaral, de 20 anos, foi um desses. Ele prestou Engenharia Civil na UFMT, mas não passou. Seu pai, advogado, entrou na Justiça com um mandado de segurança. Conseguiu a liminar, que obrigou o Inep a mostrar a prova do candidato, a qual estava, de fato, sem a cor correspondente ao cartão-resposta.

 

Segundo o Inep informou, 35 candidatos chegaram a acionar o órgão na Justiça por terem ficado sem nota, mas apenas dois estavam com a razão e ganharam a ação.

A maioria, segundo o Inep, esquece de preencher o cartão-resposta com a cor correspondente, ou faz sinais gráficos na margem da prova - tudo isso elimina o candidato.

 

O Inep admitiu, ano passado, que houve problema na digitalização de redações, o que levou à divulgação de 915 notas erradas.

 

Houve estudantes que acionaram o órgão por considerar que suas notas eram insuficientes, em relação à avaliação que tiveram em cursinhos.

 

Leia mais:

 

Sem nota no Enem

Falha afetou 915 redações do Enem

 

Aluno sem nota no Enem ganha vaga na Justiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.