Tomás Petersen/Estadão
Tomás Petersen/Estadão

‘Parece que os professores se cansaram de ensinar’, diz aluno

Estudante da rede pública, Luiz Gustavo acredita que a educação está cada vez pior: 'as aulas são fracas'

Tomáz Petersen, Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

14 Março 2015 | 20h59

Luiz Gustavo Correia Júnior, de 16 anos, estuda desde a 7ª série no Instituto Estadual de Educação, a maior escola pública de Santa Catarina. Agora no segundo ano do ensino médio, acredita que a educação está cada vez pior. “Muitos professores faltam na aula sem justificar, a maioria está estressada e por isso não há empenho”, disse. “Hoje fiquei o dia copiando conteúdo do livro e passando calor. O ventilador da sala está quebrado e a professora só reclamou.”

Sua namorada, Tamires Moraes, de 16 anos, também é aluna do segundo ano. “Minha preocupação é o vestibular. Acho que não vou passar. Considero duas aulas boas, as demais são fracas”, afirmou.

Já as amigas Eduarda Coelho Cunha, de 17 anos, e Rafaela Felix da Silva, de 16, alunas do terceiro ano, não sabem avaliar se houve diferença nos últimos anos. O ano mal começou, e elas não têm vontade de ir à aula.

Acreditam que o conteúdo é mal explicado, que as aulas são cansativas e não estão aprendendo. “Parece que os professores se cansaram de ensinar”, afirmou Eduarda.

Mais conteúdo sobre:
Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.