Para Giannotti, universidade deve provar qualidade

O professor e filósofo José Arthur Giannotti defende que a autonomia universitária não seja concedida de imediato a todas as instituições, mas somente àquelas que atenderem a padrões de qualidade e desempenho. A afirmação foi feita durante debate promovido, na quarta-feira, pelo Ministério da Educação.Giannotti admite que as universidades públicas precisam de mais recursos, mas entende que o governo não deve simplesmente liberar mais verbas. É preciso, segundo ele, estabelecer mecanismos de controle de qualidade sobre o que será feito com o dinheiro."Não estou imaginando que o Brasil vá despender uma quantidade enorme (de recursos) para que as universidades plantem seus jardins", ironizou.CotasGiannotti disse ser contrário à política de cotas raciais em estudo pelo governo, que prepara projeto de lei sobre o assunto. O filósofo defendeu a oferta de cursos pré-vestibulares e bolsas à população pobre.Favorável às cotas, o ministro Tarso Genro destacou a "pluralidade" do debate promovido pelo MEC, que vai apresentar proposta de reforma em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.