Valeria Gonçalves/ Estadão
Valeria Gonçalves/ Estadão

Pandemia e sobrecarga das mães: como mudar isso

Em live, Rosely Sayão aborda o papel dos pais, escola e empresas na tarefa de reduzir o peso sobre os ombros das mulheres

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2021 | 10h56

Durante as restrições impostas pela pandemia, o trabalho de casa e os cuidados com as crianças pesaram ainda mais sobre os ombros das mães. Sem a escola presencial e interações sociais, elas tiveram de se desdobrar para dar atenção às tarefas do colégio, à cozinha e à limpeza da casa.

Com a retomada de atividades presenciais, é preciso pensar em meios de reduzir a sobrecarga das mães, diz a psicóloga e colunista do Estadão Rosely Sayão. Para debater esse assunto, Rosely participa nesta terça-feira, 26, de uma live nas redes sociais do Estadão. 

Na transmissão ao vivo, vamos falar sobre o papel dos companheiros, da escola e das empresas nesse processo. Para participar com comentários e perguntas, é só enviar mensagens nas redes sociais do Estadão. A live será a partir das 16 horas no Facebooke LinkedIn.

Tudo o que sabemos sobre:
Rosely SayãoLinkedinFacebook

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.