Pais americanos querem mais lição de casa - e não menos

Muita lição de casa? Desculpem crianças, mas os adultos não estão acreditando.A maioria dos pais dizem que seus filhos recebem a quantidade certa de lição de casa, e a maioria dos professores concorda, de acordo com a pesquisa realizada nos EUA pela AP e os Serviços de Aprendizado da AOL.Mesmo entre aqueles que não concordam com a carga atual, muitos deles dizem que é pouco - e não muito. Em Palmdale, Califórnia, Dwight Daugherty, 52 anos, disse que seus dois filhos, estudantes do colegial, raramente trazem lição para casa. "As crianças não estão sendo tão bem educadas quanto eu fui".Os pais, porém, parecem bastante satisfeitos com a quantidade requerida em seu próprio tempo de escola. Na pesquisa, 64% dos pais disse que têm pouco tempo para ajudar seus filhos com a lição de casa, e 57% acredita que gastam o tempo certo com as crianças.E aqueles que não vêem um livro de álgebra ou química há tempos? Sem problemas - 70% dizem que a lição de casa que eles encontram não apresentam grandes dificuldades para ajudarem.ProfessoresOs professores, porém, são céticos sobre o apoio que as crianças têm em casa. Quase 9 em 10 disseram que os pais não dedicam tempo suficiente para ajudar. Por matéria, matemática é aquela com a qual as crianças precisam de mais ajuda, pais e professores concordam.Quando os dois filhos de Cindy Gilpin trazem lição de matemática para casa ela até tenta ajudar, mas tem um plano reserva: "Vá perguntar para o seu pai".No que diz respeito a socorro para o dever de casa, a internet ganha notas altas, disseram pais e professores. Mais de 80% dos dois grupos classificaram os recursos da rede como bons ou ótimos. A pesquisa ainda descobriu que: pais com menor nível de escolaridade passam mais tempo ajudando seus filhos com o trabalho de casa; pais com mais dinheiro gastam o menor tempo dando apoio às crianças; mulheres passam em média 46 minutos por dia ajudando com a lição de casa, enquanto os homens, 35; pais negros ajudam mais as crianças que os hispânicos ou brancos; estudantes de escola pública gastam menos tempo com o trabalho de casa que os de outras instituições.Muita liçãoNa pesquisa, apenas 19% dos pais disseram que seus filhos recebem muita lição de casa. Os pais disseram que seus filhos gastam cerca de 90 minutos por dia com o dever. A carga aumenta enquanto as crianças crescem - 78 minutos no primário, 99 no ginásio e 105 no colegial.Mesmo esse números podem ser altos. Pode ser que os pais não saibam realmente quanto tempo as crianças gastam com a lição de casa, depois que fecham a porta do quarto.A maioria das crianças, de 9, 13 e 17 anos dizem que gastam menos de uma hora por dia com suas lições, de acordo com um estudo federal. Esse número continuou o mesmo, se não caiu, nos últimos 20 anos. Vários estudantes dizem que não fazem nenhuma lição.AprendizadoDa maneira como John Gainer enxerga a situação, manter a carga de lições de casa baixa ajuda os estudantes a aprender.Gainer é professor de inglês e jornalismo em Maben, onde a maioria dos estudantes é pobre e não têm acesso à internet em casa. Então, ele separa um tempo para as crianças pesquisarem na escola, onde ele sabe que eles poderão se concentrar.Nacionalmente, os professores e pais discordam sobre o fato de as crianças terem ajuda suficiente em casa.Elaine Carter, 46 anos, disse que tenta. Ela trabalha meio período e tem cinco crianças na escola. A família lê junta todas as manhãs, é uma regra da casa. Mas ainda assim ela diz: "Tenho certeza que não gasto tempo suficiente ajudando meus filhos".A pesquisa da AP-AOL com 1.085 pais e 810 professores foi realizada entre os dias 13 e 23 de janeiro.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2006 | 22h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.