Oposição australiana quer mais homens dando aulas

O programa que a oposição australiana vai apresentar nas próximas eleições inclui o incentivo à formação de professores do sexo masculino para a educação básica. O líder trabalhista, Mark Latham, disse estar preocupado com a falta de modelos masculinos para os garotos nas escolas do país.Ele acha que os meninos australianos estão sofrendo uma ?crise de masculinidade? pela falta de exemplos. ?Precisamos de mais homens em nossas escolas oferecendo modelos de papéis masculinos, ensinando os meninos a diferença entre o certo e o errado?, disse Latham ao tratar, recentemente, de suas propostas para a educação.O programa trabalhista vai defender um forte incentivo aos estudantes do sexo masculino para que se tornem professores das crianças. ?Queremos que os pais, quando escolham a escola para suas crianças, tenham garantia de qualidade, pesquisa, ensino e disciplina?, afirmou.

Agencia Estado,

12 de maio de 2004 | 16h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.