Olimpíada Brasileira de Física tem 2ª fase neste sábado

Neste sábado, dia 23, um total de 32.967 estudantes de 3.414 escolas do ensino médio de todo o país participarão das provas da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Física 2006 (OBF), organizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF). Esses números representam um crescimento de 67% no número de alunos e 11% no de escolas, em relação à segunda fase do ano passado. Em 2005, 19.674 estudantes de 3.072 colégios realizaram os testes desta fase. Serão classificados para a terceira etapa, cujas provas serão realizadas no dia 11 de novembro, os estudantes que atingirem, no teste deste sábado, uma nota mínima de corte. Ela será estipulada pela Comissão da OBF (COBF), após análise do desempenho dos estudantes na prova, considerando todas as unidades da federação, garantindo-se a cada Estado a participação de no mínimo um estudante por série.As provas da segunda fase serão mais difíceis do que as da primeira e exigirão mais conhecimentos dos alunos. ?Enquanto as provas da primeira fase foram de múltipla escolha, as de agora contêm questões que devem ser resolvidas detalhadamente?, explica José David Mangueira Vianna, presidente da COBF.Segundo Vianna, a OBF de 2006 teve um crescimento de mais de 42% no número de participantes na primeira fase, comparada com a edição do ano passado. ?Teremos, ao final, cerca de 100 mil provas aplicadas nas três fases?, diz. ?Temos também notado um aumento significativo no número de estudantes de escolas públicas.? Para a terceira fase da OBF 2006, quando os estudantes da primeira e segunda séries fazem provas teórica e prática, estão sendo programadas, em vários Estados, oficinas para os professores credenciados. Ao mesmo tempo, a SBF e a OBF, com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), planejam a edição de textos contendo problemas e soluções. ?O primeiro volume já foi editado, contendo os problemas e resoluções apresentados em todas as edições da Olimpíada Ibero-americana de Física (OIbF)", diz Vianna.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2006 | 14h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.