OAB divulga resultado preliminar do 9.º Exame de Ordem Unificado

Candidatos terão até o dia 29 de dezembro para interpor recursos; gabarito oficial sai em 15 de janeiro

Estadão.edu,

26 Dezembro 2012 | 12h29

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta quarta-feira, 26, o resultado preliminar da prova objetiva (primeira fase) do 9.º Exame de Ordem Unificado, aplicada no dia 16 de dezembro. Os candidatos podem conferir se foram convocados nos sites oab.fgv.br/ e www.oab.org.br.

Conseguiram a aprovação nessa primeira etapa os candidatos que acertaram pelo menos metade das 80 questões propostas. O prazo para questionar o resultado preliminar começa às 12 horas desta quarta e encerra-se às 12 horas do dia 29 de dezembro. O gabarito definitivo da primeira fase, já com os resultados dos recursos interpostos, será divulgado no dia 15 de janeiro.

A segunda fase, de caráter prático-profissional, será aplicada no dia 24 de fevereiro. Os estudantes e recém-formados em Direito terão de redigir uma peça processual e responder a quatro questões, sob a forma de situações-problema, compreendendo alguma das seguintes áreas, indicada no momento da inscrição: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito Penal ou Direito Tributário.

A peça processual vale 5 pontos e cada questão, 1,25. Para ser aprovado no exame, o candidato precisa tirar nota maior ou igual a 6. O padrão de respostas da prova prático-profissional será divulgado no dia 22 de março e o resultado final será publicado em 5 de abril.

O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Também podem realizá-lo os estudantes de Direito do último ano da graduação, ou do 9.º e 10.º semestres. A aprovação é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme estabelece a Lei 8.906/1994, o Estatuto da Advocacia.

Mais conteúdo sobre:
OAB exame

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.