O passo a passo do novo Enem

Última modificação proposta é tornar o exame obrigatório para alunos de escola pública

08 Junho 2009 | 22h32

Questões   O exame passará de 63 questões para 180, aplicadas em dois dias, abordando quatro áreas do conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias (incluindo redação); ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias  Vestibular   A nota obtida no Enem continuará sendo aceita em vestibulares de várias instituições, como a Universidade de São Paulo (USP), e também no processo seletivo do ProUni. Além disso, 45 universidades federais vão adotar a prova como primeira fase ou fase única de seus vestibulares. A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) é uma delas   Ensino de jovens e adultos   O ministério pretende também usar o Enem como prova certificatória dos concluintes de ensino de jovens e adultos. Ele deverá ainda substituir a prova inicial do Enade, aplicada aos alunos do primeiro ano dos cursos de graduação Obrigatoriedade   Uma outra proposta, divulgada após reunião com o Conselho dos Secretários de Educação (Consed), prevê que o Enem se torne obrigatório para formandos do ensino médio da rede pública

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.