Número de cursos de mestrado e doutorado cresceu 20% em três anos

Região Norte apresenta maior avanço, de 31,3% em relação a 2007; concentração de doutores, porém, continua no Sudeste

Agência Brasil

14 Setembro 2010 | 14h08

O número de cursos de mestrado e doutorado cresceu 20% no Brasil nos últimos três anos. É o que aponta a avaliação trienal (2007-2010) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgada nesta terça-feira. O maior crescimento foi na região Norte, com um incremento de 35% nos últimos três anos.

 

Foram avaliados 2.718 programas de pós-graduação, que correspondem a 4.099 cursos, sendo 2.436 de mestrado, 1.420 doutorados e 243 mestrados profissionais. A região Nordeste apresentou um crescimento de 31,3% em relação a 2007, o Centro-Oeste de 29,8%, o Sul de 24,2% e o Sudeste de 14,9%.

 

Apesar do destaque para o avanço da pós-graduação no Norte e no Nordeste, é no Sudeste que está a maior parte dos cursos: 2.190, o que representa 53,4% do total.

 

De acordo com o presidente da Capes, Jorge Guimarães, a razão para essa disparidade é histórica e está ligada à organização econômica e científica do país.

 

Segundo a Capes, entre 2007 e 2010 a pós-graduação brasileira formou 100 mil mestres, 32 mil doutores e 8 mil mestres profissionais, em um total de 140 mil titulados.

 

Mais conteúdo sobre:
doutorado capes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.