Divulgação
Divulgação

Número de brasileiros interessados em fazer pós nos EUA cresce 24%

Os alunos daqui são apenas 1% dos estrangeiros matriculados em escolas americanas

Estadão.edu,

09 Abril 2013 | 21h15

O número de brasileiros interessados em cursar pós-graduação nos Estados Unidos subiu 24% neste ano, segundo levantamento do Council of Graduate Schools com 276 universidades norte-americanas. É mais que o dobro do crescimento registrado em 2012, quando houve alta de 9% no número de inscrições feitas por brasileiros. Apesar da demanda, os alunos daqui são apenas 1% do total de estrangeiros matriculados na pós-graduação em escolas dos EUA.

 

No total, a procura de estrangeiros por cursos nos EUA cresceu apenas 1% em 2013 - a menor taxa nos últimos oito anos. A mudança ocorreu sobretudo pela queda de 5% no número de inscrições de chineses. Para se ter uma ideia, entre 2011 e 2012, 29% dos "alunos internacionais" em instituições norte-americanas eram da China.

 

O número de applications (como são chamados os processos de candidatura) só não foi menor porque aumentou em 20% o interesse de alunos da Índia por fazer pós nos EUA. Os indianos representam 20% dos estrangeiros nesses cursos, logo atrás dos chineses.

 

"Enquanto o grande crescimento no número de inscrições vindas do Brasil e da Índia é encorajador, a queda das candidaturas vindas da China requer atenção. Não podemos manter obstáculos à pós-graduação de alunos internacionais, especialmente porque outros países estão diminuindo as barreiras à entrada de estudantes altamente qualificados", disse a presidente do CGS, Debra W. Stewart, em entrevista publicada no site da organização.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.