Novo reitor da Unifesp aposta no ensino público de excelência

O novo reitor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ulysses FagundesNeto, assumiu o cargo nesta terça-feira defendendo a valorização da universidade pública, gratuita e de excelência. Para onovo reitor, a função da universidade é gerar conhecimentos e, ?sobretudo, servir a sociedade?, afirmou ele em discurso na cerimônia de posse no Ministério da Educação.Fagundes Neto, médico especializado em gastroenterologia pediátrica, substitui Hélio Egídio e seu mandato vence em 2007. Antiga Escola Paulista de Medicina, a Unifesp inaugurou na semana passada o Centro de Terapia Gênica que, segundo o reitor, investirá em pesquisa para a ?cura completa? do câncer.Hospital universitárioA Unifesp tem 4.800 alunos de graduação, especialização e pós-graduação e o maior hospital universitário federal dos 45 existentes no País. Atende 20% de todos os pacientes assistidos nos 45 hospitais federais, conveniados com o SistemaÚnico de Saúde, e será o principal beneficiado com a contratação de médicos e enfermeiros por concurso, para substituir parte do quadro de profissionais terceirizados.Em abril, o governo anunciou a abertura de 7.700 vagas para os hospitais universitários. Deste total, 1.200 foram destinadas para o Unifesp, que pretende até o final deste mês concluir o processo de seleção. ?Será um alívio e diminuirá o déficit de custeio, que hoje alcança R$ 2,3 milhões mensais?, comemora o reitor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.