Reprodução
Reprodução

Notas do Ideb já estão disponíveis para consulta pela internet

Na página do Inep internauta pode ver se escola alcançou as metas do Ideb 2011

16 de agosto de 2012 | 14h50

As notas da quarta edição de Ideb de cada escola, da rede de ensino, dos municípios e estados já estão abertas para consulta pública no portal do Ministério da Educação (MEC). Na página web do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do MEC responsável pela avaliação, é possível comparar o índice atual calculado em 2011, a nota das outras edições e todas as projeções de meta até 2021.

Acompanhe a cobertura completa do Ideb no Estadão.edu

Criado em 2005, o Ideb funciona como um termômetro da qualidade do ensino público. Cada escola, rede municipal e estadual recebe uma nota calculada a partir dos dados sobre aprovação escolar, e médias de desempenho em Português e Matemática na Prova Brasil, uma avaliação do Inep. 

Levando em conta o desempenho de todas as escolas, o País saltou, de 2009 para 2011, da nota 4,6 para 5, superando a meta estipulada pelo governo, de 4,6. Na rede pública, a nota foi de 4,4 para 4,7, e a meta definida era de 4,7. 

O Ideb atribui uma nota diferente para três etapas da educação básica: anos iniciais (1.ª à 4.ª série) e anos finais (5.ª à 8.ª série) do ensino fundamental e ensino médio. Nos anos finais do ensino fundamental, o avanço foi menor. A média de todas as redes do País passou de 4,0 para 4,1, superando a meta de 3,9.Na rede pública, a pontuação foi 3,7 para 3,9, e a meta era de 3,7.

Para especialistas ouvidos pelo Estado, os dados indicam que o Brasil conseguiu avanços muito tímidos e grande parte dos estudantes ainda sai das escolas sem aprender o que deveriam nas suas respectivas séries.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.