No Senado, Cristovam pede ampla coalizão contra o analfabetismo

O ministro da Educação, Cristovam Buarque, falou na Comissão de Educação do Senado, nesta quarta-feira, sobre as metas de sua administração à frente do MEC. Ele disse que o governo Lula tem a chance de deixar para a sociedade o "legado de completa abolição da escravatura, pela educação". Para isso, acrescentou que será necessário construir ampla coalisão nacional pela abolição do analbetismo de quase 20 milhões de brasileiros, na elaboração do orçamento para o ano que vem, juntando todas as forças partidárias no legislativo."Quero voltar a esta Casa quantas vezes for preciso para discutir e ajudar na formulação do orçamento para a educação, em 2004. E isso só vai dar certo se for iniciativa de todos, não apenas de um partido", salientou Cristovam. As informações são da Agência Brasil.

Agencia Estado,

01 de abril de 2003 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.