No 1º semestre deste ano, 74,7% dos estrangeiros inscritos em teste oficial de português são aprovados

Inscrições para segunda edição do exame estão abertas; reportagem do Estado revelou que, de 2007 a 2012, dobrou o nº de candidatos aprovados no exame

Bárbara Ferreira Santos,

18 Julho 2013 | 14h29

No primeiro semestre deste ano, 74,7% dos estrangeiros que prestaram o único exame que mede a proficiência em língua portuguesa, o Celpe-Bras, foram aprovados. Dos 3.972 que fizeram a prova em abril, 2.970 conseguiram certificação. Os resultados do exame foram divulgados nesta quinta-feira, 18, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Como revelou uma reportagem do Estado publicada nessa segunda-feira, 15, de 2007 a 2012, dobrou o número de candidatos aprovados no exame, considerando-se as duas edições anuais da prova.

A maioria dos candidatos faz o exame para cumprir a exigência de ingresso nos cursos nacionais de graduação e pós-graduação e também para trabalhar. É o caso da equatoriana Jenny De La Rosa, de 43 anos, que precisou aprender o português para ser selecionada na pós-graduação em Design do Centro Universitário Senac (SP). "A parte escrita da prova foi difícil. O português tem outra estrutura gramatical", diz.

Mesmo ciente da dificuldade, ela passou no nível avançado. "Para ganhar a bolsa e conseguir fazer o curso, tem de fazer o teste", fala Jenny.

Entre outros fatores que justificam esse aumento da procura, está o avanço econômico do País e a crise econômica na União Europeia, principalmente em países como Espanha e Portugal.

Só nos últimos três anos, segundo o Inep, houve um aumento de 45,2% no número de inscritos no Celpe-Bras do 1º semestre - o exame é aplicado duas vezes ao ano. Em 2012, o índice de aprovação foi de 77,2% na primeira edição (2.523 dos 3.268 inscritos foram aprovados) enquanto em 2011 o índice de aprovação chegou a 71,4% dos 2.735 inscritos (1.955 pessoas obtiveram o certificado) também no 1º semestre.

Os resultados da primeira edição de 2013 do Celpe-Bras apontaram, além do aumento do número de aprovados, que a maior parte deles conseguiu certificação no nível intermediário superior (40,5% ou 1.205 pessoas). Apenas 1,7% dos candidatos (49) obtiveram a certificação no nível avançado superior - a mais alta.

Em segundo lugar, está a categoria intermediário, com 39,9% aprovados (1.183 candidatos). No nível avançado, 17,9% (533) foram aprovados.

Os dados divulgados pelo Inep mostram ainda que o maior número de participantes aprovados fizeram a prova no Brasil: 852 deles.Os países que mais aprovaram candidatos foram latino-americanos, principalmente Colômbia (511), Bolívia (248), Argentina (247) e Peru (223).

Inscrições

Também foram abertas nesta quinta-feira, 18, as inscrições para a segunda edição do Celpe-Bras 2013. As inscrições vão até as 23 horas e 59 minutos, horário de Brasília, do dia 13 de agosto de 2013. As provas serão aplicadas entre os dias 22 e 24 de outubro deste ano.

Podem se inscrever participantes que, na data de realização do exame, tiverem no mínimo 16 anos completos, e escolaridade mínima equivalente ao ensino fundamental brasileiro. Ao efetuar a inscrição, o candidato poderá selecionar o País e o posto aplicador onde fará o exame. A inscrição será feita exclusivamente pela internet, no site: http://celpebras.inep.gov.br/inscricao

Sobre o teste

Como exame de proficiência, o Celpe-Bras avalia as habilidades exigidas para realizar estudos ou desempenhar funções de trabalho no Brasil ou no exterior, quando o uso do português se faz necessário.No teste é trabalhado o uso da língua em situações corriqueiras, como em relatos, compras e idas ao médico.

Em 2012, do total de inscritos, apenas 2% conseguiram atingir o nível avançado superior - o mais alto. A grande maioria (80%) obtém um certificado de nível intermediário e intermediário superior.

Como funciona a avaliação 1. Parte escrita: com duração de 3 horas, traz tarefas de compreensão, leitura e produção de texto

2. Parte oral: com duração de 20 minutos, destaca conversas comuns e situações do cotidiano

3. Resultado: para obter o certificado, o examinando deve alcançar bom desempenho nas duas partes

4. Níveis: são quatro: intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.