?Não sou ministro, estou ministro?, afirma Cristovam Buarque

O minitro da Educação, Cristovam Buarque, disse, na Academia Brasileira de Letras (ABL), que não é ministro, mas está ministro, após ser saudado pelo acadêmico Eduardo do Portella (criador da expressão quando ocupou a pasta no governo do ex-presidente João Baptista Figueiredo). Buarque é apontado como possível baixa na reforma ministerial que deve ser efetivada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Após a cerimônia, em que recebeu a medalha Machado de Assis e pediu apoio para seu projeto de extinguir o analfabetismo no País até 2006, ele disse aos jornalistas que sua relação com o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, é excelente e que as últimas reuniões com ele foram rotineiras, para tratar de assuntos da pasta e desenvolvimento de seus projetos. "Todo ministro deve ter uma boa relação com a Casa Civil porque senão vira ex-ministro", avisou ele. "E este não é o meu caso."

Agencia Estado,

18 de setembro de 2003 | 20h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.