Na Faap, alunos do ensino médio simulam reuniões na ONU

Fórum reúne 400 alunos de escolas de SP, ES e MG; estudantes da universidade participam da preparação

Carolina Stanisci, Especial para o Estadão.edu

31 de maio de 2010 | 15h55

Será realizada neste feriado de Corpus Christi, de 2 a 5 de junho, a sexta edição do Fórum Faap de Discussão Estudantil. O evento vai reunir cerca de 400 estudantes do ensino médio de 50 escolas de São Paulo, Minas e Espírito Santo.

 

Organizado por professores e estudantes da universidade, o fórum simula reuniões de organismos internacionais em que alunos do ensino médio devem agir como diplomatas, ministros ou chefes de Estado.

 

"O Fórum é a prova de quando o aluno vira protagonista, seu comportamento muda", afirma o vice-diretor da Faculdade de Economia da Faap, Luiz Alberto Machado. Idealizador da primeira edição do evento, ele conta que há escolas tão empolgadas com o assunto que chegam a preparar visitas a Consulados dos países a serem defendidos pelos estudantes durante as simulações.

 

Nessa edição, as escolas serão organizadas em delegações de países que vão participar de nove comitês de discussão. Os alunos têm de defender o ponto de vista do país com o qual forem sorteados e devem agir como se estivessem trabalhando, por exemplo, em órgãos da Organização das Nações Unidas (ONU), como o Conselho de Segurança, ou em organismos multilaterais como o Banco Mundial.

 

O evento tem uma preparação prévia que envolve intensamente os estudantes de Relações Internacionais da Faap. São eles que preparam o material para informar com antecedência os alunos sobre os temas a serem debatidos e o país que devem defender.

 

"Escolhemos assuntos em geral fora da agenda acadêmica das escolas. Participar das simulações ensina muito", conta a estudante do 4º ano de Relações Internacionais Marianna Cozendey Rodrigues, de 23 anos.

 

Marianna será secretária acadêmica do evento e ajudou a escolher temas como a industrialização limpa e o protecionismo comercial como obstáculo ao fluxo do comércio livre.

 

As escolas do ensino médio inscritas nessa edição também participam do I Prêmio de Responsabilidade Social, concurso que acontece paralelamente à simulação e consiste na premiação à instituição de ensino campeã em arrecadação de livros infantis entre os dias 3 de maio e 2 de junho. O vencedor será conhecido na cerimônia de encerramento, no dia 5 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.