Mulheres dominam o Concurso Jovem Cientista 2004

Pela primeira vez na história do concurso Jovem Cientista todas as vencedoras foram mulheres. A premiação, promovida todos os anos pelo ConselhoNacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação Roberto Marinho, foi anunciada nesta terça-feira. O tema deste ano foi o combate à fome.Na categoria dos graduados, Florência Cladera Olivera, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ficou em primeiro lugar, com a produção de um bioconservante apartir de uma bactéria do intestino de um peixe para combater bactérias que provocam o apodrecimento da batata. Na categoria dos estudantes, Marcela Chiumarelli, aluna do 8º período de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), conquistou o prêmio revelando que a utilização da cera de carnaúba e a emulsão de resinas aumentaram o período de conservação do tomate, diminuindo o desperdício.Foram anunciados também os ganhadores do Prêmio Jovem Cientista do Futuro. Em primeiro lugar ficou Magno Ivo Silva Santos, da Escola Estadual Dr. Carlos Albuquerque, de Montes Claros (MG). Ele participou de uma pesquisa orientada pelo professor de história Cibeli Passos Nunes. Com outros alunos, Magno Ivo entregou questionários para 500 pessoas, concluindo que a falta de informação e as carências nutricionais dos moradores da cidade estão relacionadas.A Universidade de São Paulo (USP) venceu o prêmio da categoria Mérito Institucional. Os prêmios têm o apoio do Grupo Gerdau, do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) e da Eletrobrás.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2004 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.