Jarbas de Oliveira/AE-26/10/2011
Jarbas de Oliveira/AE-26/10/2011

MPF pede que MEC desconsidere nota de redação do Enem no Sisu

Para procurador, notas da redação e das provas objetivas do Enem não poderiam ser combinadas porque são calculadas por diferentes métodos

Estadão.edu

02 Janeiro 2012 | 20h00

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) apresentou pedido à Justiça Federal para que a nota de redação dos participantes do Enem 2011 seja desconsiderada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições começam no sábado, 7.

 

Na avaliação do procurador da República Oscar Costa Filho, autor do pedido, a nota de redação e as notas das provas objetivas não poderiam ser combinadas numa mesma seleção em função das diferentes metodologias de cálculo. As notas das provas objetivas são calculadas com base na Teoria da Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração erros e acertos dos candidatos e o nível de dificuldade das questões. A nota da redação, como ressalta do procurador, não envolve aspectos estatísticos, tendo valor absoluto.

 

O novo pedido do MPF-CE consta de aditamento à ação civil pública ajuizada na semana passada. Nela, o MPF pede que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) explicite os critérios de correção das provas objetivas do Enem, já que há muitos candidatos questionando as notas obtidas.

 

Para Costa Filho, a menção a uma metodologia de avaliação não dispensa a administração pública de explicitar o seu conteúdo, principalmente levando em consideração que as notas obtidas no exame serão utilizadas no Sisu, para o preenchimento de vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o País.

Mais conteúdo sobre:
Enem Enem 2011 Sisu MPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.