Movimento propõe agenda de atitudes para melhora da educação

Ideia é criar uma agenda de engajamento no dia a dia das escolas, famílias e comunidades

Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

14 Outubro 2014 | 19h27

Responsável pela criação de metas e bandeiras que envolvem acesso e qualidade, o Movimento Todos Pela Educação (TPE) lançou nesta terça, dia 14, uma agenda de cinco atitudes que podem, segundo a organização, resultar em melhora da educação brasileira. A ideia é criar uma agenda de engajamento no dia a dia das escolas, famílias e comunidades.

As atitudes são as seguintes: (1) Valorizar os professores, a aprendizagem e o conhecimento, (2) Promover habilidades importantes para a vida e para a escola, (3) Colocar a Educação escolar no dia a dia, (4) Apoiar o projeto de vida e o protagonismo dos alunos e (5) Ampliar o repertório cultural e esportivo das crianças e dos jovens.

Segundo o educador Mozart Neves Ramos, que faz parte do conselho de governança do TPE, essa nova etapa da mobilização convoca famílias e jovens. “De certa maneira, reforçamos o provérbio africano que diz que é preciso toda uma aldeia para educar uma criança. E não só a escola”, disse ele, após o lançamento da campanha, realizado no Museu de Arte Moderna (MAM), no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Os cinco pontos foram levantados com base em uma pesquisa de campo que começou no final de 2012. Uma campanha de comunicação, cujo mote é Todos Somos Educadores, foi idealizada voluntariamente pela agência DM9DDB, do Grupo ABC, liderada publicitário Nizan Guanaes. "É importante colocarmos a escola nas crianças", disse Nizan durante a apresentação da nova agenda do movimento.

O TPE espera por adesões voluntária das empresas de comunicação para veicular a campanha, além de já ter uma parceria fechada com a Rádio Globo e canal Futura. Para levar o conceito das cinco às escolas, o projeto conta com o livro com orientações para coordenadores pedagógicos. As orientações propostas conta com textos de cinco autores convidados: Ana Maria Machado, Ilan Brenman, Pedro Bandeira, Ricardo Azevedo e Walcyr Carrasco. Já para apoiar diretamente as famílias, a publicação 100 perguntas que vão dar o que falar tem o objetivo de auxiliar no diálogo entre os pais ou responsáveis e as crianças. 

O projeto conta ainda com o portal www.5atitudes.org.br que abriga as peças da campanha e outros materiais de apoio à mobilização e estimula a troca de experiências. 

Criado em 2006, o Movimento Todos Pela Educação estabeleceu 5 metas - que vão da alfabetização plena até os 8 anos até investimento em educação ampliado e bem gerido. Em 2010, a organização adotou cinco bandeiras, que seriam as mais urgentes e com resultados mais impactantes para a melhoria da qualidade da educação. Essas bandeiras envolvem prioridades que vão da formação e carreira do professores ao uso relevante de avaliações externas.

Mais conteúdo sobre:
Todos pela Educação educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.