Movimento estudantil chileno rechaça proposta do governo

Organizações estudantis do Chile rechaçaram a proposta entregue na segunda-feira pelo governo e se declararam “decepcionadas” pela resposta “não estar à altura nem das expectativas nem das necessidades do país”, noticiou hoje a agência Ansa.

Estadão.edu

03 Agosto 2011 | 12h09

Os estudantes reafirmaram sua mobilização para amanhã e reconheceram que nos 20 anos de governo pela coalizão de centro-esquerda (1990-2010) “não reforçamos o suficiente o papel do Estado na educação”, disse a Ansa.

A Confech (Confederação de Estudantes Universitários do Chile) anunciou uma paralisação nacional para a terça-feira, dia 9.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.