Morre diretor do Colégio Santa Cruz

Luiz Eduardo Cerqueira Magalhães trabalhava na escola fundada por padres canadenses desde 1969

Carolina Stanisci, Especial para o Estadão.edu

27 Julho 2010 | 16h26

Morreu ontem aos 65 anos Luiz Eduardo Cerqueira Magalhães, diretor-geral de uma das mais tradicionais escolas paulistanas, o Colégio Santa Cruz. Ele lutava contra um câncer desde 1999 e foi sepultado ontem.

 

Formado em Física pela USP, Magalhães começou a trabalhar na escola em 1969 como professor de matemática. Em 1993, assumiu a direção-geral do Santa Cruz, substituindo um dos fundadores da escola, o padre canadense Lionel Corbeil. O educador também participou do Conselho Estadual da Educação, presidindo a entidade entre 2004 e 2005.

 

Recentemente, Magalhães concedeu entrevista ao "O Estado de S.Paulo", para comentar o ótimo desempenho da escola no último Exame Nacional do Ensino Médio - o Santa Cruz ficou em 3º lugar no ranking do município de São Paulo.

 

O diretor afirmou que a lista tira das escolas a liberdade de ensinar: "Tem famílias que mudam de escola para outra que tem Enem melhor que o outro. É uma bobagem danada. O ensino não é isso". "Nossa preocupação é que o aluno vá bem na vida", afirmou. No Santa Cruz, impera uma forte formação humanística, com aulas de filosofia, história da arte, meio ambiente, entre outras.

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.