Ministros da educação do G-8 aprovam proposta do Brasil

A proposta apresentada nesta sexta-feira pelo ministro da Educação do Brasil, Fernando Haddad, estabelecendo uma cooperação triangular Norte-Sul-Sul, foi aceita pelo encontro de ministros da Educação do G-8, na Rússia. O documento aprovado pelos ministros será levado agora aos chefes de Estado do G-8, que estarão reunidos em julho, novamente na Rússia.A proposta prevê a cooperação técnica dos países em desenvolvimento, como o Brasil, para levar programas educacionais como a merenda escolar, o livro didático, o Fundo da Educação Básica (Fundeb), o Bolsa-Família, a Alfabetização e o Prova Brasil aos países pobres. As ações seriam financiadas pelos países ricos e viriam da troca da dívida externa, ou por transferência direta de recursos.

Agencia Estado,

02 de junho de 2006 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.