Ministro demite 5 acusados de desvios em centro de educação

O ministro da Educação, Cristovam Buarque, demitiu do serviço público o diretor-geral do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do Pará, Sérgio Cabeça Braz, os diretores Maria Francisca Tereza Martins de Souza, Maria Auxiliadora Gomes de Araújo e Maria Rita Vasconcelos da Cruz por "valer-se do cargo para lograr proveito próprio ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública, por aplicação irregular de dinheiro público e por lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional".A demissão foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira. Buarque também cassou a aposentadoria do professor Fabiano de Assunção Oliveira pelos mesmos motivos.Ao lado de outros servidores, os cinco são acusados de várias irregularidades no comando do Cefet que resultaram em prejuízos superiores a R$ 5 milhões aos cofres públicos. O dinheiro, segundo resultado da quebra do sigilo bancário dos envolvidos, era depositado em contas particulares. A demissão foi assinada após conclusão de processo administrativo-disciplinar do MEC."Esse é o primeiro passo de um processo que precisa mostrar outros resultados, embora poucos acreditassem que o MEC iria aplicar alguma punição", diz nota do Sindicato Nacional dos Servidores Federais, seção de Belém. Para a entidade, ainda faltam os processos do Ministério Público Federal, nos quais "é bem provável que os envolvidos sejam obrigados a devolver valores aos cofres da União".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.