Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Ministro da Educação vai a reunião com senadores escoltado por segurança

Funcionário ficou sentado logo atrás da cadeira do ministro; assessoria de Weintraub afirma que o segurança costuma o acompanhar em compromissos públicos

Vinícius Valfré, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2020 | 20h31

BRASÍLIA - Sob fogo cerrado de parlamentares, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi acompanhado de um segurança na audiência pública que participou nesta terça-feira, 11, no Senado. Durante as três horas que durou a sessão, o funcionário ficou sentado logo atrás da cadeira do ministro.

Segundo a assessoria de Weintraub, o segurança costuma o acompanhar em compromissos públicos.

Policiais legislativos também foram mobilizados para a reunião e trabalharam para controlar o acesso à sala de reuniões e para monitorar representantes de entidades de estudantis que levaram cartazes e protestar.

O encontro foi convocado para que Weintraub explicasse falhas na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em alguns momentos, houve embates mais duros entre parlamentares e ministro.

As discussões mais acirradas aconteceram entre ele e os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES). O primeiro chegou a dizer que a "incompetência" é a marca da gestão de Weintraub. O outro disse que o ministro quebrou o decoro no exercício do cargo ao ofender adversários políticos e quem o critica nas redes sociais.

Após o fim da audiência, um agente chegou a discutir com um dos estudantes, mas não houve confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.