Ministro da Educação diz que fraudes ao Fies não serão toleradas

Denúncia é de que universidade de SP teria repassado verba do Fies a igrejas

Estadão.edu,

19 de março de 2012 | 13h10

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, afirmou nesta segunda-feira, 19, que fraudes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) não serão toleradas pelo governo. No sábado, 17, o jornal Folha de S.Paulo publicou reportagem afirmando que a União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo (Uniesp) pagaria dízimo de 10% a igrejas que lhe indicassem universitários cadastrados em programas de financiamento. O dinheiro, de acordo com a reportagem, seria proveniente dos repasses dos governos federal e estadual. Em nota, o Ministério da Educação disse que poderá acionar a Polícia Federal para apurar civil e criminalmente as denúncias de irregularidades.

 

Mercadante participou, nesta manhã, do lançamento da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, em São Paulo. A competição será disputada entre alunos de escolas públicas da educação básica. Com a ajuda dos professores, os estudantes terão que trabalhar textos de quatro gêneros literários sobre o tema "O lugar onde vivo". Os gêneros escolhidos são poesia, memória, crônica e artigo de opinião.

Tudo o que sabemos sobre:
MECUniespFiesMercadante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Fuvest 2020: Veja os locais de prova da primeira fase do vestibular
  • Redações da Fuvest: Estadão Acervo levantou o temas de cada redação do exame desde 1977
  • Medicina na USP tem disputa de 129 candidatos por vaga; veja relação
  • Conheça práticas ilegais comuns na matrícula e nas mensalidades de escolas e faculdades
  • Primeira fase da Fuvest: ouça as dicas dos especialistas no podcast ‘Se Liga no Vestibular

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.