Mesmo vetada pelo MEC, Universidade São Marcos anuncia vestibular

Governo suspendeu o ingresso de novos alunos e a autonomia universitária da instituição

Mariana Mandelli, de O Estado de S. Paulo,

10 Janeiro 2012 | 00h06

SÃO PAULO - Mesmo proibida de realizar vestibulares, a Universidade São Marcos (USM) marcou três, apenas neste mês. Segundo medida cautelar do MEC, de março, estão suspensos o ingresso de novos alunos e a autonomia universitária da instituição. Como punição por descumprir a medida, a USM pode ser descredenciada.

Uma prova foi marcada para sábado passado, mas foi cancelada após o Estado informar aos organizadores a decisão do MEC. O MEC abriu também processo de supervisão para a verificação de possíveis irregularidades administrativas e no corpo docente, além de indícios de insustentabilidade financeira.

Desde setembro, a USM está sob intervenção judicial e a professora Maria Aurélia Varella foi nomeada como reitora. No entanto, os mantenedores afirmam que o cargo ainda é de Ernani José de Paula, reitor em exercício e filho do fundador da USM. É Paula quem está organizando o vestibular.

“Nosso recredenciamento foi concluído e uma portaria de dezembro, sobre as instituições com bons resultados nas últimas avaliações, supera a de março.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.