Mercado monitora qualidade dos MBAs

Diferentemente do mestrado e do doutorado, os cursos não são avaliados pelo MEC

Victor Vieira e Guilherme Soares Dias,, especial para o Estado

26 Novembro 2013 | 01h00

Na escolha de um MBA, o reconhecimento do mercado vale mais que o filtro do Ministério da Educação (mais informações sobre como escolher um curso nesta página). Considerado uma especialização (pós-graduação lato sensu), o MBA não é avaliado de maneira sistemática pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão ligado ao MEC que monitora mestrados e doutorados.

No exterior são comuns associações credenciarem os MBAs, como a americana AACSB e a inglesa Amba.

Desde 2004, a Associação Nacional do MBA (Anamba) credencia cursos brasileiros com base em critérios como grade (mínimo de 480 horas), currículo e formação do corpo docente. Embora haja centenas de cursos ofertados como MBA, a entidade tem apenas 25 credenciados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.