Mercadante comemora resultado em avaliação internacional de educação

Ministro ressaltou evolução no desempenho de matemática dos alunos brasileiros

Lisandra Paraguassu, O Estado de S. Paulo

03 Dezembro 2013 | 14h25

BRASÍLIA - Apesar de o Brasil ainda ocupar as últimas colocações no Pisa, o Ministério da Educação comemorou o resultado da avaliação, divulgada hoje. A evolução dos estudantes brasileiros, mesmo mantendo o país no final do ranking, foi a maior entre todos os 65 avaliados.

"O Brasil foi o primeiro colocado em evolução de desempenho em matemática. Nós fomos o país em que mais os estudantes evoluíram neste década", avaliou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que considerou o resultado "uma vitória". "A nossa fotografia ainda não é boa e não temos que nos acomodar com isso, mas o nosso filme é muito bom. Quando olhamos o filme, somos o primeiro da sala".

Mercadante ainda destacou que o Brasil aumentou o número de estudantes de 15 anos, faixa avaliada pelo Pisa, em sala de aula, com a taxa de atendimento passando de. 65% para 78%, além de avançar nos resultados, mesmo tendo um investimento por aluno muito abaixo da média da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo que compõe a maior parte dos países avaliados no Pisa. Em 2010, o Brasil investiu  US$ 2.571,00 por aluno do ensino médio, enquanto a média na OCDE é de US$ 9.014,00.

"Estamos nos comparando com países que investem muito mais em educação do que o Brasil. Acho que foi um grande avanço e merece ser reconhecido e valorizado, apesar de termos muito trabalho pela frente", afirmou o ministro, mesmo lembrando que o Brasil tem um "atraso histórico muito grande".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.