Mensalidade escolar deve subir 10% em SP

Pais de alunos que estudam em escolas particulares em São Paulo devem começar a se preparar para o aumento no valor das mensalidades no próximo ano. Os índices de reajuste deverão começar a ser divulgados pelas escolas no mês que vem. A expectativa é a de que não seja inferior a 10%.A maior parte da planilha de custo das escolas - de 60% a 80% - diz respeito ao salário pago aos professores e demais funcionários dos estabelecimentos de ensino. Esses salários serão reajustados em março e, por isso, esse aumento de custos já deverá estar embutido no valor das mensalidades a partir de janeiro.O reajuste salarial será baseado numa média apurada nos principais índices de inflação: o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA/IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC/Fipe) e o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M/FGV).Hoje, essa média fica em torno de 7%, como lembra o diretor-executivo do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo (Sieeesp), Roberto Prado.Assim, considerando-se o peso que o reajuste dos salários terá no valor das mensalidades, os pais dificilmente vão arcar com um aumento inferior a 10%. "O porcentual de reajuste das mensalidades, porém, vai depender também do número de alunos que cada escola possui", lembra Prado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.