Mensalidade define grupo social que frequenta escola

Segundo especialista, pais que escolhem colégios caros elitizam os colegas de seus filhos

Luciana Alvarez, O Estado de S. Paulo

19 Julho 2010 | 00h17

Independentemente da qualidade do ensino, a mensalidade determina o padrão social de cada colégio. "Ao escolher uma escola cara, os pais elitizam os colegas de seus filhos", diz Quézia Bombonatto, presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia. Segundo ela, esse é um ponto determinante para várias famílias. "Já vi mãe tirar a filha de uma escola porque as colegas iam a um shopping popular."

 

O fator social precisa ser levado em conta também por pais de classe média que fazem um esforço para matricular o filho em uma escola de elite. "Muitos conseguem pagar as mensalidades, mas não dão conta do padrão de consumo dos colegas", diz. Isso, especialmente para adolescentes, costuma ser um problema.

 

O economista Cláudio Moura e Castro lembra que a perspectiva de uma boa carreira não se baseia apenas em um bom colégio que prepare para uma boa faculdade. "Pesquisas mostram que os jovens que fazem intercâmbio se dão muito bem na carreira. Mas em que se deve investir é uma decisão individual."

Mais conteúdo sobre:
EducaçãoEnem 2009

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.