MEC vai duplicar a oferta de bolsas de doutorado-sanduíche no exterior

Este ano, previsão é ofertar 2,8 mil bolsas na modalidade sanduíche; expectativa é chegar a cerca de 7,6 mil bolsas em 2014

Estadão.edu

19 Julho 2011 | 18h42

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), vai duplicar a oferta de bolsas de estudos para estágio no exterior. Para 2011, a Capes prevê a oferta de 2,8 mil bolsas de doutorado na modalidade sanduíche (programa parcialmente realizado em outra instituição de ensino, brasileira ou estrangeira). Há a expectativa de chegar a cerca de 7,6 mil bolsas em 2014.

A ampliação será feita por meio do Programa Institucional de Bolsas de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE). Com o novo programa, cursos de doutorado com notas entre 3 e 7 na avaliação da Capes podem se candidatar a receber duas cotas de bolsas, o que representa 12 meses de estudo. Cada cota pode ser usada por até três estudantes, em um período mínimo de quatro meses. Antes, apenas os cursos com nota acima de 5 recebiam uma só cota.

Para se inscrever, o aluno de curso de doutorado deve reunir a documentação necessária para a seleção prévia na instituição de ensino superior e encaminhá-la ao coordenador do programa de pós-graduação. O coordenador vai designar uma comissão para análise das propostas e escolha dos candidatos aptos a participar. Uma vez declarado apto, o candidato fará a inscrição nosite da Capes.

Com informações da Assessoria de Comunicação do MEC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.