MEC vai apurar vazamento de informações pela internet

Inep está apurando de que maneira as informações sobre inscritos nos exames ficaram disponíveis na internet

Solange Spigliatti, do Estadao.com.br

04 Agosto 2010 | 10h46

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nota na manhã desta quarta-feira, 4, sobre o vazamento de informações dos dados pessoais de 12 milhões de inscritos nas últimas três edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Veja também:

linkDados de 12 milhões de inscritos no Enem desde 2007 vazam na internet

linkVazamento revolta jovens que fizeram a prova

linkAcesso a links e arquivos exigia senha, diz órgão 

   

Segundo a nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) está apurando as causas e responsabilidades e de que maneira as informações sobre inscritos nos exames de 2007, 2008 e 2009 ficaram disponíveis na internet.

 

De acordo com a nota, "as informações sobre os inscritos, dispostas em banco de dados do Inep, eram armazenadas em área reservada da página eletrônica do instituto, com endereço específico, e liberadas para as instituições de educação superior que as pedissem para utilização em seus processos seletivos. As instituições comprometiam-se a não divulgar os dados e teriam acesso a eles por meio de usuário e senha".

 

Era possível acessar as informações através de links que davam acesso aos arquivos com todos os inscritos das edições de 2007, 2008 e 2009, sem a necessidade de senha. Segundo o MEC, está sendo investigado a possibilidade de alguém ligado a uma dessas instituições ter repassado os links, já com a entrada da senha, para acesso às informações.

 

Os endereços já estavam fora do ar às 17 horas de ontem, horas depois de o Ministério da Educação (MEC) ter sido avisado da falha pelo Estado.

Mais conteúdo sobre:
MEC Enem vazamento internet

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.