MEC terá ajuda de militares para levar ensino à Amazônia

O Ministério da Educação assinou na quarta-feira um acordo com os comandos do Exército e da Aeronáutica para ampliar o atendimento deeducação nas áreas de fronteira na região amazônica e no Centro-Oeste.Entre os objetivos do acordo está a formação de alfabetizadores e educadores de jovens e adultos nessas áreas e a identificação de carências educacionais nas regiões onde os quartéis estão localizados."Esse acordo faz o MEC chegar, junto com as Forças Armadas, a esse Brasil profundo, longínquo", disse o ministro da Educação, Tarso Genro.O Exército também colocará à disposição do MEC as suas tecnologias de transmissão de informação para cursos de formação a distância e inclusão digital nessas regiões.Já a Aeronáutica, criará escolas dentro do programa Escola de Fábrica, patrocinado pelo MEC, dentro dos seus parques de material aeronáutico. Essas escolas pretendem formar técnicos de nível básico e médio dentro das fábricas.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2004 | 11h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.