MEC repassa R$ 24 milhões para ensino médio

O Ministério da Educação está repassando R$ 24 milhões para 11 Estados investirem em aquisição de móveis escolares, equipamentos, livros, capacitação de professores e do corpo técnico, além de consultorias pedagógicas para os governos estaduais nas escolas de ensino médio. São Paulo, um dos Estados que recebem verbas nesses convênios, terá R$ 1,45 milhões.O Estado que mais vai receber recursos nessa fase do Programa de Melhoria e Expansão do Ensino Médio (Promed) é a Paraíba, com R$ 5,1 milhões. Roraima receberá, por enquanto, apenas R$ 20 mil.O programa ainda vai repassar recursos específicos para a formação e treinamento de professores no ensino médio como parte de um convênio feito em abril deste ano.Nessa parte do projeto, São Paulo terá direito a mais R$ 1,7 milhão, o maior valor entre os 15 Estados porque também concentra o maior número de professores de nível médio no país. Do outro lado, Piauí receberá o menor valor, apenas R$ 210 mil.O Promed foi criado ainda no governo Fernando Henrique Cardoso para apoiar os Estados no crescimento das redes de ensino médio. Na época, o governo brasileiro fez um projeto com o Banco Mundial em que seriam investidos R$ 1 bilhão nessa área. Hoje o País tem 9 milhões de alunos no ensino médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.