MEC quer reserva de 20% de vagas em universidades

O ministro da Educação, Tarso Genro, afirmou hoje que o governo analisa proposta visando a transformar obrigatória a reserva 20% das vagas para negros, tanto nas universidades públicas como nas entidades privadas. "A nossa idéia é que ela (a política de cotas) já seja válida para o segundo semestre", afirmou. O objetivo da medida é ser "uma política que tenha capacidade de abrir as portas da universidades para amplas comunidades, que não só são de baixa renda, mas também que padeceram, ao longo do processo histórico brasileiro, de discriminações". Ele anunciou também que irá levar em breve ao Ministério da Fazenda a proposta para que sejam abertas 5 mil vagas para professores nas universidades públicas. O ministro da Educação participou hoje de palestra sobre o tema "O Papel do Ensino Superior na perspectiva de uma educação cidadã", no Fórum Mundial da Educação, que será encerrado amanhã. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.