MEC quer 15 anos para incluir 65 milhões no ensino médio

Cerca de 65 milhões de pessoas não têm acesso ao ensino médio ou profissionalizante. O cálculo é do secretário de Educação Média e Tecnológica do Ministério da Educação, Antônio Ibañez, que também projetou, nesta quinta-feira, um prazo de 15 anos para a inclusão desse público apto a estudar na rede de ensino brasileira. O secretário garantiu que o MEC concentrará esforços na área. As informações são da Agência Brasil.

Agencia Estado,

12 de junho de 2003 | 14h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.