MEC promete liberar verbas para universidades federais

Universidades federais ameaçaram não iniciar o próximo semestre e conseguiram: nesta terça-feira, o Ministério da Educação prometeu que, a partir desta sexta-feira, as verbas atrasadas serão liberadas. O presidente da Associação dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), o reitor Paulo Speller, informou que o novo governo deixou de repassar cerca de R$ 90 milhões para 53 universidades.A maioria está sem pagar fornecedores, prestadores de serviço de limpeza e de segurança, além das contas de luz e telefone. O valor corresponde a parcelas do orçamento de 2002, classificadas como restos a pagar, e repasses para manutenção das instituições vencidos em janeiro e fevereiro. Speller atribuiu o atraso à retenção de R$ 14 bilhões de todo o orçamento da União, anunciada logo no início do governo.Ontem, o presidente da Andifes reuniu-se com o secretário de Ensino Superior do MEC, Carlos Roberto Antunes para acertar a regularização dos repasses que, se permanecessem em atraso, poderiam comprometer o funcionamento das universidades, a partir de março. O reitor disse que as instituições vinham sendo pacientes e os fornecedores tolerantes, mas que agora precisam pagar as contas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.