MEC pede investigação sobre contratação de funcionários

Relatório preparado por uma comissão de sindicância foi encaminhado pelo ministro Tarso Genro à Controladoria Geral da União e à Polícia Federal, para que examinem a necessidade de abertura de processo sobre a contratação supostamente irregular de cerca de 100 funcionários no Ministério da Educação.A informação foi dada pelo chefe de gabinete do ministro, Ronaldo Teixeira, que não revelou o teor do relatário. A Consultoria Jurídica do MECtambém vai examinar o assunto.As contratações, segundo fontes do MEC, teriam sido feitas no final da gestão de Paulo Renato Souza, no governo passado, e continuaram naadministração do petista Cristovam Buarque, antecessor de Tarso.Os funcionários, que foram afastados, eram contratados sem concurso pela Fundação Universidade de Brasília, mas trabalhavam na Secretaria de Educação Superior do ministério. O caso provocou, há três semanas, a demissão do diretor de Desenvolvimento de EnsinoSuperior, José Valente.

Agencia Estado,

20 de agosto de 2004 | 10h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.