MEC oferece verbas para cursinhos voltados para carentes

O Ministério da Educação recebe, até 8 de março, inscrições de entidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desejem concorrer ao Projeto Inovador de Cursos, o PIC, em sua quinta edição. Este ano, o MEC dispõe de R$ 3,5 milhões para apoiar a oferta de cursos pré-vestibulares para alunos carentes, afrodescendentes e indígenas. Cada instituição ou consórcio de entidades só pode concorrer com um projeto de curso pré-vestibular para até 60 alunos - desde que pelo menos 51% das matrículas sejam de afrodescendentes e indígenas. O teto máximo de financiamento por entidade é de R$ 54 mil, que serão repassados em cota única, mediante assinatura de convênio. A duração do curso terá de ser de nove meses com, pelo menos, 900 horas. É de responsabilidade da instituição selecionar os alunos, cumprindo os critérios de inclusão. O edital de seleção PIC nº 1/2007 está no Diário Oficial da União de 8 de fevereiro, Seção 3, páginas 43 a 45.

Agencia Estado,

12 de fevereiro de 2007 | 15h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.