MEC nega vazamento de gabarito do Enem depois de boato na internet

MEC nega vazamento de gabarito do Enem depois de boato na internet

Suposta lista foi divulgada pelas redes sociais e boato ganhou força na tarde desta quarta-feira, dia 23

23 Outubro 2013 | 19h22

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nota afirmando que é falsa uma suposta lista com o gabarito do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O falso gabarito começou a circular no Twitter na noite de terça, dia 22. 

Segundo o perfil que as divulgou, as respostas seriam da prova de cor rosa. Nesta tarde, o termo Enem chegou a ficar entre os termos mais citados no microblog.

Em nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão que organiza o exame, classificou a lista como "totalmente improcedente e falsa". Segundo o Inep, o responsável já foi identificado e a Polícia Federal, acionada. 

No ano passado, um boato de que o Enem teria sido cancelado também ganhou projeção nas redes sociais nas vésperas do exame. O MEC também informou na ocasião que havia acionado a PF.

Leia a nota do instituto divulgada na tarde desta quarta, dia 23:

"É totalmente improcedente e falsa essa ilação. Trata-se de mais uma tentativa de gerar um clima de insegurança, como ocorreu em outras oportunidades. O sigilo do gabarito está totalmente preservado e só será divulgado após a realização do exame, conforme prevê o edital. O caso foi encaminhado para a Polícia Federal para averiguação, podendo o responsável ser enquadrado no artigo 311 A do Código Penal."

O Enem ocorre no fim de semana. Essa é a maior edição do exame, com 7,1 milhões de inscritos. Em 2009, ano em que foi transformado em vestibular, a prova vazou da gráfica. Avisado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o MEC cancelou a realização da prova. 

Mais conteúdo sobre:
Enem, Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.