MEC investiga desvio de dinheiro público no Pará

Desvios de dinheiro público no Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará (Cefet-PA) agora serão investigados também por uma comissão de técnicos da Controladoria-Geral da União e do Ministério da Educação (MEC).O titular da Secretaria de Educação Média e Tecnológica (Semtec), Antonio Ibañez Ruiz, explicou que a comissão interministerial, instalada na segunda-feira, visa a acelerar a apuração de irregularidades no Cefet-PA, como o depósito de dinheiro público em contas particulares de funcionários.20 envolvidosO secretário informa que mais de 20 pessoas estão envolvidas no caso e teriam desviado entre R$ 5 milhões e R$ 7 milhões. Auditores constataram a fraude em 2001.Ibañez lembra que um dos principais acusados obteve na Justiça liminar que suspendeu o andamento do processo até maio. "Com a articulação interministerial (comissão), esperamos ter mais agilidade para cobrar resultados", disse.Recuperar recursosEntre os acusados estão dirigentes e servidores do Cefet. O governo quer recuperar os recursos desviados e punir os responsáveis o mais rápido possível. Segundo o secretário do MEC, mais de 15 centros federais estão com denúncias de irregularidades. Em todos, garante, os diretores foram substituídos.A comissão interministerial terá três meses para rever os processos que contêm denúncias sobre extratos de movimentação bancária e documentos fiscais falsos; depósitos de cheques nominais ao Cefet-PA em contas de empresas, pagamento extra a servidores sem amparo legal; falta de comprovação de aplicação de recursos e empréstimo irregular de espaços físicos da entidade a instituições privadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.