MEC forma professores para trabalhar com alunos cegos

A Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC), em parceria com a União Brasileira de Cegos (UBC), oferece, de maio a julho, em 11 capitais, cursos sobre o Sistema Braille Integral e Código Matemático Unificado. Serão atendidos 330 professores da educação básica das redes públicas estaduais e municipais que trabalham com inclusão ou em salas de recursos.Os cursos, ministrados pela UBC, serão presenciais e à distância, com duração de 40 horas em cada modalidade. Os professores vão conhecer o Sistema Braille: introdução e uso no Brasil, processo de escrita com uso de reglete/punção e máquina de datilografia Braille; leitura e transcrição; normas técnicas para a produção de livros e textos didáticos; prática e desenvolvimento de atividades teóricas e vivências.A União Brasileira de Cegos levará para os cursos materiais para treinamento dos professores. A segunda etapa do curso será à distância, com tarefas desenvolvidas no ambiente de trabalho do professor. A fase à distância será cumprida em 30 dias. A apresentação de um trabalho escrito também fará parte da avaliação.Em Aracaju (SE) e em Curitiba (PR), os cursos estão em andamento. Começaram em 2 de maio e se estendem até o dia 11. Os próximos cursos serão em Maceió (AL), de 9 a 18 de maio; de 16 a 25 de maio, em Macapá (AP); de 5 a 14 de junho, em Recife (PE), Cuiabá (MT) e Boa Vista (RR); de 12 a 21 de junho, no Rio de Janeiro (RJ); e de 26 de junho a 5 de julho, em Manaus (AM), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP).

Agencia Estado,

05 de maio de 2006 | 16h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.