MEC federaliza universidade no Tocantins

A partir de agosto, os alunos da Universidade Estadual do Tocantins farão parte de uma instituição federal. A entidade é a primeira a ter o seu processo de federalização aprovado e passará a se chamar Universidade Federal do Tocantins.O trâmite começou há mais de dois anos e foi aprovado pelo Congresso porque o Estado era o único a não ter uma universidade mantida pelo governo federal, explica o chefe da gabinete da Secretaria de Ensino Superior do MEC, Jorge Gregory. "Em tese, qualquer faculdade pode pedir para se tornar federal, mas são raros os casos de aprovação."Na prática, os alunos de Tocantins não sentirão diferença porque os cursos continuam normalmente, segundo Gregory. Mas os professores tiveram de passar por concurso para serem contratados."Fizemos um convênio com o Estado para a transferência de patrimônio, mas não é possível transferir o pessoal", diz. "Por causa disso, o concurso foi necessário."Com Tocantins, o País passa a ter 54 universidades federais, que recebem R$ 8 bilhões por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.