MEC estuda como cumprir decisão de prorrogar inscrições do Sisu no Rio

Apesar da determinação para que inscrições no Estado fossem até o dia 26, prazo de encerramento foi mantido

Priscila Trindade, Central de Notícias

21 Janeiro 2011 | 10h28

SÃO PAULO - O Ministério da Educação (MEC) estuda como cumprir a decisão da Justiça de prorrogar as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) apenas para estudantes do Estado do Rio.

 

Veja também:

linkJustiça determina que Sisu seja prorrogado no RJ

linkInscrições para o ProUni começam nesta sexta-feira

linkSisu fecha com mais de 2 milhões de inscrições

link Justiça libera acesso a folha de respostas e redação do Enem, mas mantém Sisu

 

Apesar da determinação do juiz Alberto Nogueira Júnior, da 10ª Vara Federal do Estado do Rio de Janeiro, para que as inscrições dos estudantes do Estado fossem até o dia 26 de janeiro, o prazo de encerramento foi mantido. As inscrições terminaram às 23h59 de quinta-feira, 20. Mais de 2 milhões de inscrições foram feitas.

 

Em nota, o MEC disse que o "sistema SiSU não consegue isolar apenas os estudantes daquele estado. Além do que, em isolando, estaria configurando uma quebra da isonomia, uma vez que o concurso é nacional, envolve estudantes de todos os estados da federação e 83 instituições, entre universidades federais, institutos federais, cefets e universidades estaduais de todo o país."

 

A lista de aprovados na primeira chamada será divulgado na segunda-feira, 24, e estará disponível para consulta no sítio do SiSU e pela Central de Atendimento do MEC, no telefone 0800-616161.

 

Os candidatos selecionados deverão efetuar a matrícula na instituição de ensino em que foram aprovados nos dias 27, 28 e 31 deste mês. Caso ainda existam vagas disponíveis, será feita uma segunda chamada no dia 4 de fevereiro. Nesta edição são oferecidas 83.125 vagas em 83 instituições públicas de ensino superior.

Mais conteúdo sobre:
Sisu educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.