MEC envia kits de formação para professores africanos

Durante a visita a São Tomé e Príncipe, na África, nesta segunda-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou ao governo local 105 kits de estudo do Programa de Formação de Professores (Proformação), que consiste na capacitação de professores sem o curso de magistério, mas que já atuam em salas-de-aula.Cada kit possui 32 guias, divididos em quatro módulos, e pretende formar o professor a partir da leitura dos livros fornecidos. A duração do curso é de dois anos e permite aos professores lecionar de primeira a quarta série. "É um programa que já deu certo no Brasil e agora chega a esses locais", afirmou Lula.A intenção brasileira em oferecer ajuda ao sistema educacional aos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é consolidar o português como o idioma oficial da população desses países. Segundo o secretário deEducação à Distância do Ministério da Educação, Marcos Dantas, o fortalecimento da língua portuguesa nesses países é um projeto estratégico para o Brasil. "Um país como o Timor Leste, por exemplo, sofre muito com a pressão da Austrália para desenvolver sua educação básica. Eles oferecem ajuda, desde que o Timor passe a adotar o inglês como língua oficial do país", explicou.Para o secretário, há uma intenção clara do governo brasileiro em consolidar a língua como forma de troca cultural e política entre os países. O secretário ressalta ainda, que o Proformação é ideal para o atendimento aos professores desses países, por ser adequado a regiões de extrema pobreza e miséria, onde não existe sequer aparelhos de telecomunicação para capacitar o professor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.