MEC dá mais tempo para criar conselhos de controle do Fundef

O Ministério da Educação ampliou para até quinta-feira (31) o prazo para o cadastro dos conselhos de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef) dos 26 estados, Distrito Federal e dos municípios que oferecem ensino fundamental. O prazo inicial terminava em 15 de julho.Até a sexta-feira passada, 4.612 conselhos haviam enviado a documentação à diretoria do Fundef, um número considerado bom mas não suficiente. O MEC espera que "todos os Estados e municípios que trabalham com o ensino fundamental tenham seu conselho constituído e trabalhando, conforme determina a Lei nº 9.424, que regulamentou o fundo", informou a assessoria de comunicação do ministério.Fiscalizar uso do dinheiro públicoOs conselhos são grupos omunitários que foscalizam a aplicação do dinheiro público na educação por prefeitos e governadores, e são também interlocutores do Ministério da Educação nos Estados e municípios.Cada conselho deve ter, no mínimo, cinco representantes: dos professores e diretores; da Secretaria Estadual ou Municipal de Educação; dos pais dos alunos; dos servidores da escola; e do Conselho Estadual ou Municipal de Educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.