MEC amplia prazo de pagamento do financiamento estudantil

O ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou nesta quinta-feira, 15, proposta de mudanças na educação superior. Entra as mudanças, a principal diz respeito ao financiamento estudantil, que poderá chegar a 100% da mensalidade. O pagamento será feito por consignação em folha de pagamento, quando o estudante já estiver formado e empregado. O prazo para o pagamento também será ampliado.Outra inovação diz respeito ao pagamento das instituições que oferecem as bolsas. Atualmente, o pagamento é feito por meio de títulos do Tesouro Nacional, que só podem ser utilizados para pagar as dívidas correntes.Com as mudanças, os títulos poderão ser utilizados para quitar débitos anteriores. Segundo o ministro, essa medida deve induzir as instituições a oferecerem mais bolsas, pois assim receberão mais recursos para quitarem suas dívidas com a União.Além disso, foi anunciado que será implantado um programa de reestruturação das instituições federais. O ministério pretende liberar recursos adicionais para as universidades que se comprometerem a melhorar alguns aspectos da educação, como a relação entre alunos e professores e a diminuição do custo do aluno.

Agencia Estado,

15 de março de 2007 | 18h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.