MCT tem R$ 15 milhões para bolsas de pós na Amazônia

O Ministério de Ciência e Tecnologia tem R$ 15 milhões disponíveis para aplicar, até dezembro, em bolsas de mestrado e doutorado na região da Amazônia. A informação foi dada pelo ministro Eduardo Campos, em seu pronunciamento na 56.ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).Segundo Campos, está sendo feito um diagnóstico sobre as ações em andamento na área de ciência, tecnologia e inovação na Amazônia, e estas informações vão pautar os próximos investimentos em pesquisa e desenvolvimento na região. A idéia é aumentar o número de pesquisadores ali.O MCT considera reduzido o número de doutores ? cerca de mil ? que trabalham atualmente na Amazônia. ?Trata-se de um contingente que precisa ser ampliado pelas disponibilidades de recursos do ministério´, disse o ministro.Mais mil doutoresCampos disse que vai introduzir mais mil doutores atuantes na região, a partir da criação de profissionais capacitados em outros locais do País. ?A idéia é formar um grande número de biólogos, químicos, engenheiros e sanitaristas que tenham em comum o compromisso de proteção de sua biodiversidade e, mais do que isso, uma visão de como garantir o desenvolvimento sustentável da região?, afirmou.O diagnóstico que pautará os próximos investimentos está sob a coordenação de Bertha Becker, professora emérita de Geopolítica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O levantamento será encaminhado até setembro à SBPC e a outras instituições para aprofundar a discussão sobre o tema.?Do debate, esperamos que surjam proposições para reorientar as ações e definir apoios financeiros no orçamento do governo?, disse o ministro.

Agencia Estado,

20 de julho de 2004 | 14h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.